A Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra (FPCEUC) recebe a 20 e 21 de novembro uma reunião de trabalho do projeto europeu AutoSTEM. “Explorar o potencial educativo de autómatos – brinquedos que mexem – para a motivação das crianças entre os 4 e os 7 anos para a áreas das ciências e também para o sentido de competência, iniciativa, auto-estima e criatividade” é o principal objetivo do AutoSTEM, conta a coordenadora do projeto e docente da FPCEUC, Piedade Vaz.

“Estão a ser desenvolvidos diferentes protótipos, que envolvem diferentes tipos de mecanismos”, continua Piedade Vaz. Os autómatos desenvolvidos a participação de alunos de licenciatura e mestrado em Ciências da Educação têm desde uma “construção bastante simples para crianças com idade escolar (de que é exemplo o jelly bird) até mecanismos mais complexos, como o mecanismo de rotação”.

A UC é a instituição coordenadora do projeto, que envolve parceiros internacionais do Reino Unido, Bulgária, Itália e Noruega, e é financiado pelo programa Erasmus+. Mais informação aqui.

 

Marta Costa e Karine Paniza

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »