Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra coordena projeto sobre Pacto Ecológico Europeu

Jun 8, 2021

O projeto recebeu um financiamento total de 5 milhões de euros, com cerca de 1,3 milhões a ser destinados a Portugal.

PartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someone

CES 2018
Fotografia: © UC | Marta Costa

O Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra vai liderar o consórcio internacional do projeto europeu «Phoenix | Ouvindo as vozes cidadãs por uma Europa mais Verde», financiado pela Comissão Europeia no âmbito da prioridade para a investigação do Pacto Ecológico Europeu (EGD-European Green Deal) do Programa H2020.

O consórcio integra 15 entidades sediadas em Portugal, França, Espanha, Itália, Hungria, Estónia, Países Baixos, Bélgica, Islândia e Reino Unido, entre as quais instituições académicas que realizam investigação na área da participação e ambiente, grupos de psicólogos, organizações peritas na implementação de processos participativos, comunicação de ciência, e no desenvolvimento de tecnologia para promover práticas participativas, além de parceiros que representam a sociedade civil.

A transição ecológica proposta no EGD é o maior desafio que a Europa enfrenta neste século, exigindo um esforço coletivo na harmonização de práticas entre os vários Estados membros. Phoenix encara a participação dos cidadãos como pré-condição para o sucesso na definição de políticas ambientais. Nessa perspetiva, o projeto Phoenix propõe analisar o legado das últimas décadas de conflitos e experimentações, para reconstruir princípios e mecanismos de participação aplicada a temas ambientais complexos, à luz dos objetivos do EGD, passando por incluir no projeto um amplo espaço de trabalho com as novas gerações e por encontrar formas eficazes de recuperar relações com os diferentes movimentos «negacionistas».

Phoenix procurará produzir novos conhecimentos sobre as abordagens metodológicas participativas para o EGD divulgados além do espaço académico, estando prevista a produção de recomendações políticas, de podcasts ou ainda de documentários dirigidos ao público em geral.

O projeto, com início previsto para o último trimestre deste ano, e que decorrerá ao longo dos próximos quatro anos, recebeu um financiamento total de 5 milhões de euros, com cerca de 1,3 milhões a ser destinados a Portugal onde três instituições adicionais integram o consórcio coordenado pelo CES: a empresa OneSource, a Associação Oficina de Planeamento e Participação e o Centro de Ecologia Funcional da Universidade de Coimbra. Em território nacional está previsto que a Câmara de Odemira, bem como os processos de Orçamento Participativo Nacional e Jovem do Governo de Portugal sirvam como experiências-piloto para a implementação de metodologias a ser apuradas pelo consórcio Phoenix.

A equipa de investigação do CES é coordenada por Giovanni Allegretti (Investigador Principal) e integra Irina Velicu, Sheila Holz, Ana Teixeira Melo, Mónica Lopes e Giacomo d’Alisa, apoiados por um Conselho Científico Internacional.

 

CES

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »