A Universidade de Coimbra (UC) promove, a 25 e 26 de novembro, o 1.º Seminário “O Admirável Mundo Novo da Educação Superior em ambientes híbridos”. O colóquio internacional – em formato digital e organizado em parceria com o consórcio STHEM Brasil e com a colaboração da Arizona State University (EUA), da Unicamp (Brasil) e do Tecnológico de Monterrey (México) – vai refletir sobre o ensino em regime híbrido (presencial e online).

As possibilidades e os desafios do ensino à distância e em formato híbrido entraram em força na agenda pública no contexto da pandemia de Covid-19, que veio estimular os professores universitários a descobrirem novas aptidões e estratégias de transmissão do conhecimento. É com esse cenário de fundo que se lança a discussão do seminário “O Admirável Mundo Novo da Educação Superior em Ambientes Híbridos”, que vai ter uma agenda diversificada, com palestras, debates e espaços de partiha de experiências entre docentes (workshops e coffee lounges).

“O seminário ‘O admirável mundo novo da educação superior em ambientes híbridos’ constitui-se como uma oportunidade para um debate mais profundo e de dimensões internacionais em torno das diversas faces desse ‘novo mundo’ e dos desafios que comporta.  A UC tem vindo a desenvolver um conjunto de práticas e um debate exigente e responsável sobre este tema, que se tornou particularmente premente em contexto pandémico, mas este seminário vem aprofundar e enriquecer essa orientação já que agrega universidades e instituições muito relevantes na reflexão sobre os modelos de ensino híbrido e remoto em diversas partes do mundo, desde os Estados Unidos, à América Latina, à Europa ou ao Canadá e Austrália”, explica a Vice-Reitora da UC para os Assuntos Académicos e Serviços de Ação Social, Cristina Albuquerque”.

“A discussão de temas tão relevantes como a construção, em contextos remotos ou híbridos, de proximidade com os estudantes, a qualidade e acompanhamento ou as políticas de ensino superior, em palestras, workshops e lounges, vai contribuir para uma aprendizagem conjunta, que se constituirá como um trunfo absolutamente importante para pensar os desafios que enfrentamos e os caminhos que queremos e podemos percorrer”, conclui a Vice-Reitora.

O seminário é de participação gratuita, mas a componente dos workshops e coffee lounges que o integram carece de inscrição obrigatória, através do site do evento https://www.sthembrasil.com/o-admiravel-mundo-novo/ (onde está disponível a sua programação completa). Para informações adicionais, é possível contactar a organização através do endereço aiped@uc.pt.

 Breve nota sobre os parceiros:
Consórcio STHEM Brasil agrega 44 IES públicas e privadas do Brasil, presentes em 11 Estados do Brasil, e a Universidade de Coimbra no contexto internacional. Desenvolve processos de capacitação sobre inovação pedagógica que já envolveram mais de 4500. Tem parcerias,entre outras, com LASPAU, uma associação afiliada a Universidade de Harvard, a Arizona State University, a Tempere University of Applied Sciences e o SEMESP, sendo apoiado pelo Santander Brasil.
Arizona State University (ASU) considerada, há quatro anos consecutivos, como a universidade publica dos EUA mais inovadora (News & World Report’s “Most Innovative Schools”). É também a melhor universidade norte-americana (e a 5ª no mundo) no cumprimento dos ODS (Times Higher Education), nomeadamente o impacto global na pobreza e combate à fome, o desenvolvimento de soluções para água potável e energia e a promoção da igualdade de género. Situa-se no top 10 dos EUA em diversos rankings: atração de estudantes internacionais, melhores cursos de licenciatura a distância, produção de patentes, entre outras.
Tecnológico de Monterey, uma referência mundial em experiências educativas inovadoras (modelo Tec21) para promoção do potencial humano e profissional e orientadas para a formação de agentes de transformação e desenvolvimento. Situa-se no Top 3 da América Latina nos QS Latam e está classificada em primeiro lugar no México.
UNICAMP-Universidade Estadual de Campinas, uma das melhores universidades brasileiras. Tem 34.652 alunos matriculados em 66 cursos de graduação e 153 programas de pós-graduação oferecidos nos campi de Campinas, Piracicaba e Limeira.
SEMESP, entidade que “congrega um grupo expressivo de mantenedoras do Brasil e tem como objetivos prestar serviços de excelência e orientação especializada aos seus associados, oferecer soluções para o desenvolvimento da educação académica do país, e preservar, proteger e defender o segmento privado do ensino superior brasileiro” (https://www.semesp.org.br/quem-somos/).

 

 

Rui Marques Simões e Milene Santos

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »