“Como desenvolver estratégias que viabilizem o contacto dos pacientes de Covid-19 com amigos e familiares durante o período de isolamento?”; “Como otimizar a segurança, o desempenho e o bem-estar dos profissionais de saúde, no contexto da Covid-19, com óculos especiais ou equipamentos visuais?”; “Como facilitar a renovação das prescrições de medicamentos de pacientes crónicos, numa época de crescente volume de trabalho dos médicos?”: estes foram alguns dos desafios a que grupos de estudantes de ensino superior tentaram responder, durante as duas últimas semanas, desenvolvendo ideias inovadoras para solucionarem problemas reais na área da saúde, no âmbito do Coimbra Innovation Days.

A ideia vencedora desta iniciativa,  organizada pela Universidade de Coimbra (UC) – em colaboração com o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, no âmbito do programa europeu EIT Health – é anunciada amanhã (sexta-feira, 20), pelas 18h00, numa sessão a decorrer no Anfiteatro II (Piso -1) do Edifício da Unidade Central do Polo III/Ciências da Saúde da Universidade de Coimbra.

Ao longo das duas últimas semanas, os participantes no Coimbra Innovation Days (estudantes de licenciatura, mestrado, doutoramento e investigadores) receberam formações e procuraram resolver, em trabalho de equipa, desafios reais propostos por diferentes organizações de saúde – muitos deles relacionados com a recente pandemia de Covid-19 (lista completa em https://www.uc.pt/research/rdit/iniciativas/idays/Desafios).

A equipa vencedora, a conhecer amanhã, será premiada com 500 euros e a possibilidade de competir na final do evento internacional Innovation Days – que está a decorrer em simultâneo em outros 19 parceiros europeus, como o Imperial College (Reino Unido), a Universidade de Oxford (Reino Unido), e o Instituto Karolinska (Suécia), no âmbito da rede internacional EIT Health.

Além de permitir aos estudantes passarem da teoria à prática, contactando com problemas reais da área da saúde e experimentando nova a metodologia de design thinking (Biodesign Concept) desenvolvida pela Universidade de Stanford, a iniciativa permite-lhes conectarem-se com congéneres internacionais (aderindo à EIT Health Alumni Network) e desenvolverem soft skills fundamentais para o seu futuro ingresso mercado de trabalho.

“É cada vez mais importante que a comunidade académica e científica da UC esteja sensibilizada para contribuir e responder aos desafios da sociedade. A Universidade de Coimbra tem contribuído ativamente para esse desígnio, mas este contributo tem assumido um papel ainda mais relevante na situação pandémica atual. O Innovation Days é um evento estrategicamente importante neste cenário, dado que possibilita que os participantes (estudantes e investigadores doutorados), em equipas multidisciplinares e usando metodologia inovadoras de partilha, proponham soluções para desafios reais propostos pelas entidades na área da saúde”, destaca a Vice-Reitora da UC para a Investigação e o 3.º Ciclo, Cláudia Cavadas.

A sessão final desta edição do Coimbra Innovation Days decorre a partir das 15h00 de amanhã, com as apresentações (final pitch) das ideias de cada equipa participantes. A entrega do prémio à equipa vencedora, pelas 18h00, contará com a presença da Vice-Reitora da UC para a Investigação e o 3.º Ciclo, Cláudia Cavadas.

Rui Marques Simões

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »