A Universidade de Coimbra é uma das primeiras Universidades, a nível mundial, a garantir a certificação de Healthy Campus da Federação Internacional de Desporto Universitário (FISU), que tem como principal objetivo reforçar a importância da atividade física como meio para a promoção do bem-estar físico e mental da comunidade académica.

Para Amílcar Falcão, Reitor da Universidade de Coimbra “a Universidade de Coimbra atribui grande valor à saúde e bem-estar da sua comunidade, facto que pode ser comprovado, por exemplo, com a nossa 17ª posição no indicador Saúde e Bem-estar do The University Impact Rankings, do Times Higher Education”.

Segundo o Reitor da UC “o programa FISU Healthy Campus reforça o trabalho que temos vindo a desenvolver e melhora a transversalidade entre os vários setores da universidade. As pessoas são o recurso mais valioso da Universidade de Coimbra e o seu bem-estar é um dos meus compromissos pessoais. Face à realidade atual da COVID-19, a vida das pessoas mudou drasticamente. Hoje, mais do que nunca, esta preocupação deve estar muito presente”.

O programa de Certificação Mundial Healthy Campus criado pela FISU tem como objetivo implementar um estilo de vida saudável entre a sua comunidade académica potenciando programas operacionais nas áreas do Desporto e Atividade Física que, simultaneamente, influenciam domínios como a Saúde Mental e Social, Nutrição, Prevenção de Doenças, Comportamento de Risco e Ambiente, Sustentabilidade e Responsabilidade Social.

“A Universidade de Coimbra foi uma das primeiras 40 universidades do mundo que conseguiram associar-se ao programa Healthy Campus da FISU”, refere o Vice-Reitor da UC para a Qualidade e o Desporto, António Figueiredo. “O âmbito do Healthy Campus está muito em linha com as áreas em que a Universidade de Coimbra tem vindo a investir cada vez mais e isto reflete-se, naturalmente, como um resultado direto na realização dos objetivos do projeto”, acrescenta o Vice-Reitor da UC para a Qualidade e o Desporto.

O Programa Healthy Campus avalia as Instituições de Ensino Superior em ciclos de dois anos. O primeiro ciclo consiste numa autoavaliação, enquanto que o segundo tem por base uma auditoria local. Depois de uma avaliação dos Campi por cinco níveis de desempenho existe a atribuição do Selo de Qualidade (FISU Healthy Campus Label) que certifica o nível de excelência do campus avaliado nas diferentes dimensões em análise.

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »