UC colabora com a Meo e a Altice Labs nos domínios da inteligência artificial e machine learning

Jul 2, 2020

Centro de Informática e Sistemas da UC vai trabalhar nos novos projetos de colaboração científica, tecnológica e de inovação.

PartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someone

IMG_20200702_105616
Fotografia: © UC | Milene Santos

A parceria científico-tecnológica entre a Universidade de Coimbra (UC) e a Altice Labs, firmada em setembro, já dá os primeiros frutos: esta quinta-feira (2 de julho), foram celebrados novos acordos de colaboração da UC com a Meo e a Altice Labs nos domínios da machine learning (aprendizagem computacional) e da inteligência artificial.

“É este género de investigação que se quer cada vez mais: investigação com impacto para a sociedade”, sublinhou, na cerimónia realizada no Departamento de Engenharia Informática (Pólo II da UC), a Vice-Reitora da UC para a Investigação e o 3.º Ciclo, Cláudia Cavadas.

A UC e a Altice Labs têm reforçado, nos últimos meses, os seus laços de colaboração científica, tecnológica e de inovação nas áreas de ciência dos dados, inteligência artificial e big data. Os contratos celebrados esta quinta-feira prevêem que a UC trabalhe no desenvolvimento de soluções de inteligência artificial e machine learning para utilização pela MEO e pela Altice Labs.

Os projetos em causa, versando áreas emergentes nas quais o Departamento de Engenharia Informática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra tem reforçado a sua oferta formativa (com novos cursos de Engenharia e Ciência de Dados), vão envolver quatro dos grupos de investigação do CISUC (Centro de Informática e Sistemas da Universidade de Coimbra). “Esta colaboração, enquadrada na oferta formativa do Departamento de Engenharia Informática e nos desafios de investigação do CISUC, é para nós uma grande mais-valia”, afirmou, na cerimónia de celebração do contrato, o diretor-adjunto do Centro, Fernando Penousal Machado.

“A Altice Labs quer servir de catalisador da produção de conhecimento da Academia para a resolução de problemas do dia-a-dia. Estes são projetos que vão contribuir para melhor os produtos e serviços que levamos aos portugueses”, explicou, por sua vez, o diretor-geral da Altice Labs, Alcino Lavrador. “Nesta fase, cada mais se nota a importância da academia para resolver os problemas da sociedade. A Universidade de Coimbra tem 38 centros de investigação, de todas as áreas do saber, e poderá ajudar a Altice a resolver muitas outros desafios”, concluiu Cláudia Cavadas.

 

Rui Marques Simões

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »