O Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra (UC) deu início ao Projeto Europeu PARENT | Promotion, Awareness Raising and Engagement of Men in Nurture Transformations (Grant Agreement n.º 810458), que visa promover, sensibilizar e envolver homens na paternidade e no cuidado em quatro países europeus.

Com financiamento europeu de mais de meio milhão de euros, atribuído pelo H2020 (DG Justice), programa-quadro de investigação e inovação da União Europeia, o projeto PARENT, constituído por quatro parceiros europeus e coordenado pelo CES/UC, viu a sua candidatura aprovada no Concurso “H2020 – DG Justice – Prevent and combat gender-based violence and violence against children” (REC-RDAP-GBV-AG-2017).

Globalmente, homens e mulheres partilham ainda de forma não equitativa a divisão do trabalho de cuidado, entendido como trabalho doméstico e de cuidado não remunerado desenvolvido tanto em casa como na sociedade. Este desequilíbrio afeta negativamente não apenas homens, mulheres e crianças, mas também as dinâmicas de género e a própria economia. O PARENT tem, então, o objetivo de envolver os homens na prestação de cuidados, bem como o de aumentar a consciencialização sobre a articulação entre a promoção de práticas de cuidado e a prevenção de violência de género.

O projeto PARENT tem na sua base metodologias desenvolvidas no âmbito do Programa P: Envolvendo Homens na Paternidade, Cuidados e Saúde Materno-Infantil (Instituto Promundo, Brasil), já implementado e avaliado em diversos contextos mundiais. Os principais beneficiários deste programa incluem o setor de saúde, os pais e seus/suas parceiros/as, bem como outros homens com papel ativo em funções de cuidado.

PARENT é um projeto de dois anos, que acaba de iniciar-se, e pretende enfrentar os desafios da prevenção e erradicação da violência contra mulheres e crianças, tendo na sua base a promoção de masculinidades cuidadoras e não violentas. Ao envolver os homens na paternidade e cuidado corresponsáveis e igualitários, tem como objetivo promover mudanças nas atitudes e comportamentos sociais em relação aos papeis tradicionais de género e de cuidado em quatro países da União Europeia – Portugal (CES/UC e ESENFC), Áustria (VMG), Lituânia (LGPC/CEA) e Itália (CdU).

Conta na sua equipa portuguesa (CES) com Tatiana Moura como investigadora coordenadora, e Sofia José Santos, Tiago Rolino e Bruno Sena Martins como investigadores. A equipa do CES gerirá um orçamento próprio de cerca de 185 mil euros e conta ainda com a parceria formal entre o CES/UC e a Direção Geral de Saúde/Ministério da Saúde para o desenvolvimento das ferramentas de intervenção e execução do projeto.

 

CES

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »