Vítor Aguiar e Silva, antigo professor catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC), recebeu, pelas mãos da Ministra da Cultura, Graça Fonseca, o “Prémio Vasco Graça Moura – Cidadania Cultural”. A cerimónia decorreu ontem, 28 de novembro, no Casino Estoril.

O júri, presidido por Guilherme d’Oliveira Martins, justifica o prémio pelo percurso de Aguiar e Silva no domínio da Teoria da Literatura, considerando-o fundamental para o conhecimento da literatura portuguesa. Além disso, destacou-se ainda a atividade do professor nos domínios do ensino universitário e da política da língua e da educação.

Quando do anúncio do prémio, em janeiro passado, Aguiar e Silva mereceu a felicitação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que o considera “professor e investigador de créditos firmados, autor da mais importante obra portuguesa de Teoria da Literatura, estudioso de Camões e dos seus «labirintos e fascínios», Aguiar e Silva […] tem um sólido percurso de «cidadania cultural», colaborando com instituições e iniciativas de defesa da literatura e da língua portuguesas”.

O “Prémio Vasco Graça Moura – Cidadania Cultural” foi instituído em 2015, pela Estoril Sol, em parceria com a Editora Babel, para distinguir uma personalidade portuguesa cuja obra tenha contribuído para a cidadania cultural do país, projetando Portugal no espaço público. Foram já agraciados com o prémio Eduardo Lourenço e José Carlos Vasconcelos.

Recorde aqui o percurso de Vítor Aguiar e Silva.

 

FLUC

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »