Estão a decorrer as sessões de acolhimento aos alunos internacionais que chegam no primeiro semestre de 2018/19 à Universidade de Coimbra (UC). Entre os estudantes de mobilidade e os que se candidataram ao abrigo do concurso especial de acesso (para um curso completo de licenciatura e mestrado integrado), são cerca de 1400 caras novas que vêm do estrangeiro para estudar na universidade mais antiga de Portugal, mantendo a tendência crescente dos últimos anos.

As sessões de acolhimento para os estudantes internacionais colocados ao abrigo do concurso especial de acesso têm decorrido no Palácio dos Melos, nas manhãs de segundas, quartas e sextas-feiras e terminam no próximo dia 7 de setembro. Trata-se da receção aos alunos estrangeiros (maioritariamente de origem brasileira), que garantiram um lugar na Universidade de Coimbra – para fazer um curso completo de licenciatura e mestrado integrado – após um processo de seleção altamente competitivo iniciado em janeiro de 2018. Também há sessões de acolhimento dirigidas aos pais desses estudantes. E novas iniciativas serão agendadas posteriormente, para receber os estudantes que não conseguiram obter o visto atempadamente.

As restantes sessões, destinadas a dar as boas-vindas aos estudantes que vêm fazer o primeiro semestre em mobilidade, decorrem amanhã, 6, e dias 10 e 13 de setembro, num dos anfiteatros do Departamento de Matemática.

Nesta etapa de acolhimento aos novos estudantes, a Universidade de Coimbra conta com a participação de representantes da Associação Académica de Coimbra (AAC), da Erasmus Student Network (ESN) e da Associação “Casa do Brasil-Coimbra”.

“Atualmente 20% dos estudantes da Universidade de Coimbra são de origem internacional. A UC é a única universidade portuguesa que atingiu esse patamar, o que ocorreu este ano pela primeira vez. Em termos europeus este patamar só é atingido por uma pequena fração das universidades, as mais internacionais”, esclarece o Reitor, João Gabriel Silva. “Este é o resultado de uma estratégia muito forte que temos vindo a seguir, quer para atingirmos níveis de qualidade de padrão internacional, quer para compensarmos o grave decréscimo demográfico geral de Portugal, e da região de Coimbra em particular”, sublinha.

Do programa de boas-vindas aos novos estudantes internacionais também fazem parte um almoço, que se realizará na próxima sexta-feira, dia 7, bem como um passeio pela cidade (com enquadramento histórico) e outras iniciativas da responsabilidade da ESN e da AAC e dos seus núcleos.

 

Rui Marques Simões

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »