“O esforço individual ao serviço do coletivo para que o coletivo seja mais forte” – começou o Upgrade UC Team

Nov 25, 2019

Selecionador nacional de futebol, Fernando Santos, foi o convidado para a palestra inaugural com o tema "Formação ao Longo da Vida".

PartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someone

Um “programa multidisciplinar e equilibrado” que pretende ser “enriquecedor para todos e para a Universidade de Coimbra (UC)”, é assim que o coordenador científico, Licínio Lopes, descreve o programa de formação interno Upgrade UC Team que arrancou hoje, 25 de novembro. O pontapé de saída foi dado pelo selecionador nacional de futebol, Fernando Santos, com uma palestra dedicada à formação ao longo da vida.

Engenheiro de profissão, Fernando Santos contou a sua experiência a um Auditório da Reitoria cheio de pessoal não docente da UC. “Cada um tem a sua tarefa e não há mais ou menos importantes”, sublinhou. E, em caso de adversidades, o selecionador nacional de futebol deixou o conselho: “na vida, nem tudo é como queremos. Não é aceitar, é lutar para melhorar. [E, se for mau] é dar o melhor, porque sou um profissional”.

“A questão principal é darmos boas condições às pessoas. Mas se formos derrotistas, não vamos sair dali. Podemos procurar ser felizes dentro das condições que temos”, acrescentou Fernando Santos. Durante a conferência, o selecionador nacional de futebol afirmou ainda que “ser bom obriga-nos a ser melhores”.

A Upgrade UC Team é “uma formação que se diferencia”, sublinhou ainda o Vice Reitor para os Recursos Humanos, Luís Neves. Para o responsável do evento, que tem a duração de uma semana e “faz parte da valorização do corpo técnico” previsto no programa reitoral, pretende também “fortalecer o espírito de grupo”.

E foi o espírito de grupo que o Reitor da UC, Amílcar Falcão, também destacou da semana de formação formal que agora começa: “acredito no que cada um de vós pode dar. Ao conhecermo-nos uns aos outros e ouvirmo-nos, quebramos barreiras de comunicação e podemos trabalhar em equipa”. Para o Reitor “todos devemos sentir-nos parte importante da «máquina»”. “O esforço individual ao serviço do coletivo para que o coletivo seja mais forte”, referiu o responsável.

 

Marta Costa e Karine Paniza

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »