a carregar...

Projeto UpCycle transforma telas em sacos

Set 6 • Sem comentários em Projeto UpCycle transforma telas em sacos

Sacos que reutilizam as lonas publicitárias estão à venda na loja da UC situada na Faculdade de Direito.

PartilheShare on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Email this to someone

UpCycle PA2017
Fotografia: © UC | Paulo Amaral

“Upcycle” é um termo que não existe na língua portuguesa mas pode ser traduzido como uma “recuperação ou reutilização de materiais”, conta a designer de comunicação do Projeto de Imagem, Media e Comunicação da Universidade de Coimbra, (PIMC-UC), Sara Baptista. Ao contrário da reciclagem, que “obriga à transformação do material” o upcycle é um “reaproveitamento”. É também o nome de um novo projeto que tem como objetivo dar uma nova vida a materiais de comunicação da UC, transformando-os em sacos.

A ideia, original do diretor criativo do PIMC, António Barros, é recuperar antigos materiais de comunicação da UC. “No caso, uma tela que estava pendurada no edifício da Faculdade de Medicina”, conta Sara Baptista, “aproveitando o que seria lixo”. “Cada parte da tela” é aproveitada, continua a designer. Por isso, dois sacos “nunca são iguais”. “Poderá haver alguns semelhantes”, refere Sara Baptista, mas “são todos peças únicas”, sublinha.

Atualmente, o UpCycle está à venda na loja da UC da Faculdade de Direito, com dois modelos de saco. “O típico das compras, com alças curtas, retangular no fundo e relativamente alto”. O outro modelo, “de tiracolo, para coisas mais pequenas, é feito com um tamanho para transporte de papel A4, direcionado para estudantes transportarem livros e cadernos, para colocar ao ombro para fácil transporte”, destaca. De acordo com Sara Baptista, por serem tela plástica micro-perfurada, são sacos “muito resistentes e aguentam muito peso“. O preço dos dois modelos é o mesmo, de 12 euros a unidade.

O grupo do projeto UpCycle espera continuar a reaproveitar mais telas, para fazer mais sacos e, talvez no futuro, outros objetos.

 

Texto de: Marta Costa

Redes Sociais

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


*

« »

oo