Sustentabilidade

Por uma mobilidade mais sustentável, a bicicleta como alternativa

Iniciativa inserida na Semana Europeia da Mobilidade levou participantes a percorrer, em bicicleta, o caminho entre os polos 1 e 2 da Universidade.

23 setembro, 2021≈ 2 mins de leitura

© UC | Marta Costa

Do Polo 2 ao Polo 1 são cerca de 4,5 quilómetros, de acordo com alguns mapas online. Numa cidade que não é conhecida por ser plana, Coimbra alia-se à Semana Europeia da Mobilidade e mostra que, afinal, a mobilidade mais sustentável é real e possível, mesmo com um pouco de inclinação.

Patrícia Reis estava preparada para o passeio tendo em vista a possibilidade de adaptar o percurso habitual, entre os dois polos, para uma alternativa mais saudável. A iniciativa serviu para dar a conhecer os obstáculos do caminho: “Temo que seja difícil as partes das subidas, do Polo 2 ao Polo 1, mas depende do percurso. Talvez no futuro possa investir numa bicicleta elétrica”. ”Em grande parte já há ciclovias, mesmo que fragmentadas”, conta Filipe Pais. O participante vê com bons olhos os últimos trabalhos já que “grande parte do percurso já tem essas vias dedicadas”.

“Descobrir Coimbra em Bicicleta – Passeio de ida e de Regresso Polo II – Polo I em Bicicleta” contou com a participação de cerca de duas dezenas de pessoas, que percorreram o trajeto definido entre os dois polos da UC. De acordo com a dinamizadora do evento, Anabela Ribeiro, membro do comité para o Campus Sustentável da Iniciativa Energia para a Sustentabilidade (EfS), “para além do debate, surgiu a ideia do passeio, da experimentação do que é que é andar de bicicleta em Coimbra”.

O trajeto foi “previamente definido, entre os polos como o mais fácil de fazer, embora com constrangimentos e dificuldades”, revela a também docente da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UC.

"É um primeiro passo. Não é só fazer o passeio pelo passeio, é também guiar as pessoas para que estejam alertas durante o percurso, para que identifiquem o que sentiram de bom e menos bom, e a partir daí podermos melhor aconselhar quem toma decisões", sublinha Anabela Ribeiro.

A iniciativa foi promovida pelo Comité de Campus Sustentável da Iniciativa Efs, o Instituto de Investigação interdisciplinar da UC e incluiu ainda uma mesa redonda, com o tema “Será Coimbra Ciclável?”.

A mesa redonda teve como participantes Amândio Santos, da Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da UC, Álvaro Seco, do Departamento de Engenharia Civil da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UC, Joana Sobral, da Câmara Municipal de Coimbra e o Vice-Presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, Sandro D. Araújo.

Mais informações sobre o evento aqui.

Conheça melhor o percurso de Anabela Ribeiro na Universidade de Coimbra através da rubrica Caminhos na UC. Fique também a conhecer outros projetos e iniciativas para a Comunidade UC na página “A Nossa UC”.