Cultura

Teach us to sit still - Uma exposição que dá novos significados aos objetos

A exposição está patente até 15 de julho no Colégio das Artes e nasce da parceria entre o Laboratório de Curadoria e a plataforma UmbigoLab.

27 maio, 2022≈ 2 mins de leitura

© UC | Karine Paniza

Teach us to sit still é uma exposição que surge num contexto de construção de uma poética e que é desenvolvida em contexto site-specific. Conta com as obras de Marcelo Moscheta e com a curadoria dos alunos de Mestrado em Estudos Curatoriais do Colégio das Artes da Universidade de Coimbra (UC).

A exposição propõe um exercício de ressignificação de objetos enquanto memórias materializadas, onde o próprio edifício do Colégio das Artes é o ponto de partida. “Eu recolho rochas, pedras, degraus e tantos outros materiais, deixados nos claustros e crio estruturas onde elas voltam a participar de uma condição prévia”, explica o artista visual.

A exposição apresenta ainda outras obras. As colagens são feitas com cartões-postais de paisagens tendo Coimbra como tema principal. Foram aplicadas três regras simples: um corte, uma dobra e um atravessamento. “Em cima dessas regras há um desdobrar dessas paisagens, uma dobra espacial, uma linha diagonal que acelera a composição”, analisa Marcelo Moscheta.

Segundo o artista “a exposição vai crescendo e acontecendo à medida que o tempo passa” e inclui outras ações como caminhadas, conversas com arqueólogos e curadores.

Já a 29 de maio tem lugar a primeira caminhada de ativação da exposição Teach us to sit still. Inicia com o percurso da água, que tem início às 9h30 junto ao Colégio das Artes.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas aqui.

A exposição está patente até 15 de julho no Colégio das Artes e nasce da parceria entre o Laboratório de Curadoria e a plataforma UmbigoLab.

Partilhe