Atratividade e competitividade no Ensino Superior e os desafios do mercado de trabalho em discussão na Universidade de Coimbra

Mar 15, 2019

O propósito da iniciativa foi dar à UC a oportunidade de ouvir as vozes de personalidades experientes e conhecedoras das exigências com que o mercado de trabalho confronta os licenciados, mestres e doutores.

PartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Conferência Conselho Geral Costa Gonçalves e João Caraça
Pedro Costa Gonçalves e João Caraça na sessão de abertura da conferência, no auditório da FDUC
Fotografia: © UC | Paulo Amaral

A missão das universidades passa, hoje, não apenas por “formar mentalidades”. “As universidades devem capacitar os jovens para as profissões que vão desempenhar no futuro”. O presidente do Conselho Geral da Universidade de Coimbra (CGUC), João Caraça, defende que a empregabilidade é, assim, “um problema crítico no nosso sistema de ensino”.

No âmbito do programa de atividades desenvolvidas pelo CGUC, a Comissão de Atratividade é Empregabilidade promoveu a conferência “Empregabilidade dos Licenciados, Mestres e Doutores pela Universidade de Coimbra”, no auditório da Faculdade de Direito da UC. Um tema “interessante e importante” que, para João Caraça, reflete os desafios atuais das universidades: a atractividade e a competição entre instituições de ensino superior.

“O mundo está mais aberto e as pessoas podem ir para qualquer lado, alerta o presidente do CGUC. “Temos de saber onde estamos. Temos de estar vigilantes para não perdermos a nossa capacidade de atrair e fornecer condições, quer a docentes quer a estudantes”.

“A universidade deve ter sempre uma noção do que se passa à sua volta e temos de fazer reflexões para antecipar o seu futuro”, acrescentou o Reitor da UC, Amílcar Falcão. O responsável da Universidade de Coimbra entende que “olhar em volta é importante” mas também é necessário “encontrar soluções dentro de casa”. Como exemplos, Amílcar Falcão destaca “os estudantes envolvidos nos Jogos Europeus Universitários, que ganharam competências importantes ” e hoje estão a trabalhar em diversas federações desportivas, ou “a Académica Start UC, na área do empreendedorismo”.

UC | Paulo Amaral

“O caminho que queremos percorrer é aumentar este tipo de atividades”, sublinha o Reitor. O objetivo é que, no futuro, a UC possa possibilitar o acesso dos estudantes a iniciativas que sejam “uma mais-valia à sua formação e que contem para todo o seu percurso académico”, conclui.

A iniciativa “Empregabilidade dos Licenciados, Mestres e Doutores pela Universidade de Coimbra” reuniu “pessoas com conhecimentos nos vários setores do mercado do emprego”, sublinha o coordenador da comissão, Pedro Costa Gonçalves. Debater “o que é que essa visão de mercado espera da formação hoje” foi um dos grandes objetivos, de acordo com o membro do Conselho Geral da UC.

Mais informações sobre a conferência, aqui.

 

Marta Costa e Karine Paniza

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »