Cultura

Mimesis 2022: (re)viver a rota “Luanda-Recife”

A criação de Carol Braga e Jorgette Dumby sobe a palco no dia 31 de maio no Teatro de Bolso do TEUC.

30 maio, 2022≈ 2 mins de leitura

Dois corpos propõem-se a (re)viver experiências possíveis na rota Luanda-Recife, um trajeto de tráfico de pessoas que esteve ativo entre os séculos XVII e XIX. A peça parte do trabalho de pesquisa realizado pela Associação dos Estudantes Angolanos em Coimbra e pela Casa de Angola.

Em torno de memórias e narrativas, “Luanda-Recife” é construído à luz de uma visão contemporânea. No decorrer da peça, os intervenientes procuram “reescrever (ou apagar?)” vivências, através do conceito de “corpos-borracha”.

A sessão termina com uma conversa/debate sobre a temática e o modo como esta foi desenvolvida no processo criativo e na própria performance.

“Luanda-Recife” será exibida no Teatro de Bolso do TEUC - Teatro dos Estudantes da Universidade de Coimbra, dia 31 de maio, pelas 21h30.

A peça integra a programação do ciclo Mimesis, iniciativa da Reitoria da Universidade de Coimbra, que coloca dezenas de atividades de teatro e artes performativas a percorrer vários palcos da cidade, até 15 de junho.

Partilhe